Representantes da esquerda se unem em Canoas pela vitória de Haddad e da democracia

 

A Plenária Suprapartidária em Defesa de Haddad, realizada na noite da última quarta-feira (17) no Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas e Nova Santa Rita, promoveu a reunião de mais de cem militantes progressistas que possuem um só objetivo às vésperas da decisão eleitoral: defender o único plano de governo que trabalha para todos os brasileiros(as). Dentre os presentes, estavam sindicalistas metalúrgicos, rodoviários, petroleiros; representantes de diferentes movimentos sociais; lideranças políticas do Partido dos Trabalhadores (PT), do Partido Comunista do Brasil (PC do B) e do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).

 

Maria Eunice, vereadora de Canoas (PT-RS), foi a mediadora da discussão e apresentou os convidados que compuseram a mesa – João Ives (PC do B); Paulo Sergio (PSOL); Paulo Chitolina (presid. Sindimetal Canoas); Pablo Henrique Silva (dirigente CPERS); Edson Flores (engenheiro presid. Sindipetro-RS); Alcindo Pereira (repres. UAMCA); Carla Marques (repres. MUNECA) e o senador recém reeleito pelo Estado do Rio Grande do Sul, Paulo Paim (PT). Estes trouxeram suas constatações advindas das ruas e auxiliaram no encaminhamento das estratégias que devem ser seguidas até o dia 28 de outubro para que o povo trabalhador e a democracia saiam vitoriosos ao lado de Fernando Haddad e Manuela D’Ávila.

 

 

O presidente da casa, Paulo Chitolina, ressaltou a importância de largarmos o comodismo e tomarmos posicionamento em todos os lugares possíveis nesta reta final. “Ou a gente sai da frente do celular e vai convencer nossos vizinhos, trabalhadores de dentro das fábricas, dos bancos, dos professores, das universidades, ou vamos nos lamentar muito com mais ataques a direitos trabalhistas”, disse. O metalúrgico ainda sugeriu a todos que intensifiquem os projetos da campanha do partido e citem menos o candidato extremista, uma vez que isso infelizmente acaba ressaltando o nome Bolsonaro.

 

 

Apesar de análises evidenciarem erroneamente o resultado da votação, baseadas nas pesquisas Ibope e Datafolha, os militantes acreditam que nas urnas aparecerão outros números, como ocorreu em 2014. Aos que não se recordam, em um levantamento exclusivo para a Revista Época na última eleição, um importante instituto de pesquisas indicava que Aécio Neves (PSDB) havia largado na frente da presidente Dilma Rousseff (PT) no início da campanha de segundo turno, com mais de 15% das intenções de voto.

 

O Deputado Estadual Nelsinho Metalúrgico relembrou essa disputa acirrada e o quanto a mobilização dos brasileiros influenciou na vitória da única presidente mulher na história do nosso país e escancarou a fraude política da época que representava a oposição. “Agora estamos enfrentando novamente outra fraude chamada Bolsonaro. Uma farsa que quer inventar que o emprego e o trabalho não são direitos, que escolas e educação se fazem sem professores, que o país não tem soberania”, disse. Segundo o parlamentar, a unidade do campo à cidade, com uma luta concreta e presente devem fazer o Brasil voltar a ser feliz.

 

 

Paulo Paim, o convidado mais esperado da plenária, constatou que a situação pelo país inteiro é calamitosa com a ameaça à democracia. O candidato do PSL não se apresenta para debates, não possui nenhuma proposta, só ataca pessoas de outras religiões, etnias, orientações sexuais e está há quase 30 anos no Congresso sem que se tenha aprovado projetos pela segurança pública, área em que mais milita. “É impossível que a gente consiga acordar esse povo, parece que estão hipnotizados. Como é que a “peãozada” quer votar num candidato que seu vice afirmou que acabaria com o 13º salário e as férias? Como as mulheres apoiam quem diz que não podem ganhar o mesmo salário que os homens?”, questionou o senador.

 

No encerramento da atividade, os representantes e o público presente definiram a programação para esse fim de semana (20 e 21 de outubro). Acompanhe a página do Sindicato para saber mais informações.

 

 

Confira a programação para o final de semana:

 

20/10

Canoas: Sábado de manhã, às 9h, na Praça Pio X, bairro Mathias Velho. Adesivaço e bandeiraço.

Porto Alegre: Sábado à tarde, Parque da Redenção (saída da Estação Mathias Velho às 14h30). Haverá uma caminhada da Rodoviária de Porto Alegre até a Redenção.

 

21/10

Canoas: Domingo de manhã, às 9h, na Praça Côn. Lotário Steffens – Igreja Imaculada, bairro Rio Branco. Adesivaço e bandeiraço.

Canoas: Domingo à tarde, 16h, concentração na entrada do Shopping Getúlio Vargas. Adesivaço e bandeiraço.

 

Texto e imagens: Matheus Leandro – STIMMMEC

 

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Visit Us On FacebookVisit Us On Youtube