Outubro Rosa: A importância do diagnóstico precoce

Seja nas ruas ou no local de trabalho, com a chegada do mês de outubro, carregado junto ao peito de homens e mulheres, o laço rosa é um símbolo e representa o apoio à luta pelo controle e pela conscientização da prevenção do Câncer de Mama.

 

Dicas do Autoexame

Dicas do Autoexame

Neste mês, prédios e espaços públicos são iluminados ou ornamentados com a cor rosa como forma de alerta a este mal que mata cerca de 40% de casos diagnosticados. Segundo o Inca – Instituto Nacional de Câncer, cerca de 60 mil novos casos de câncer de mama são diagnosticados por ano no Brasil.

Diagnóstico Precoce

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim as chances de tratamento e cura. É importante que as mulheres fiquem atentas a qualquer alteração suspeita na mama. Quando a mulher conhece bem suas mamas e se familiariza com o que é normal para ela, pode estar atenta a essas alterações e buscar o serviço de saúde para investigação diagnóstica.

 

A orientação atual é que a mulher faça a observação e a autopalpação das mamas sempre que se sentir confortável para tal (no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem necessidade de uma técnica específica de autoexame, em um determinado período do mês, como preconizado nos anos 80. Essa mudança surgiu do fato de que, na prática, muitas mulheres com câncer de mama descobriram a doença a partir da observação casual de alterações mamárias e não por meio de uma prática sistemática de se autoexaminar, com método e periodicidade definidas.

 

A detecção precoce do câncer de mama pode também ser feita pela mamografia, quando realizada em mulheres sem sinais e sintomas da doença, numa faixa etária em que haja um balanço favorável entre benefícios e riscos dessa prática (mamografia de rastreamento).

 

No vídeo abaixo entrevista com a Drª. Christine Wagner Poloni, Clínica – geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas e Nova Santa Rita falando um pouco mais sobre diagnósticos e tratamentos.

 

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Visit Us On FacebookVisit Us On Youtube