MBL tem partido

O Movimento Brasil Livre (MBL), que ganhou destaque nas redes sociais apoiando e promovendo manifestações favoráveis ao impedimento de Dilma Rousseff, e declarando-se um movimento apartidário e contrário ao sistema político atual, mudou o discurso.MBL

 

Apesar de que para muitos a posição do movimento sempre foi clara e partidária, partindo do entendimento de que seus membros criaram um único inimigo (PT, Dilma Rousseff e Lula), agora não restam mais dúvidas: o MBL é PSDB, partido de Aécio Neves, José Serra, Geraldo Alckmin, João Dória , entre outros.

 

A constatação parte da reunião, realizada no dia 29 de agosto, entre o líder do movimento, Kim Kataguiri, e o presidente do PSDB, o senador Tasso Jereissati, divulgada amplamente pelos grandes jornais do país. O partido, que é o terceiro na lista dos mais corruptos do país, confirmou a aproximação com o MBL, que ganhou notoriedade justamente por “combater a corrupção”.

 

Histórico de notícias falsas e financiamento partidário nas mobilizações

 

Infelizmente, o MBL contribui em larga escala para a onda de desinformação nas redes sociais. E prova disso é um estudo realizado no início do ano pela Associação dos Especialistas em Políticas Públicas de São Paulo (AEPPSP), que divulgou os 10 maiores sites de falsas notícias do país. Dentre estes, está o JornaLivre e o Ceticismo Político, ambos com páginas no Facebook. Neste contexto, o MBL entra como grande compartilhador deste conteúdo, que além de ser falso, geralmente levanta boatos, calúnias e difamação.

 

Além disso, o movimento teve amplo apoio financeiro de partidos políticos de direita durante as mobilizações pelo impedimento de Dilma Roussef. Ao mesmo tempo, em uma posição que revela sua hipocrisia e falsidade, o movimento criticava movimentos sociais e populares próximos aos partidos de esquerda. Estes, por sua vez, nunca negaram as relações com os governos progressistas comprometidos com a classe trabalhadora e o desenvolvimento do país.

 

Como grandes influenciadores nas redes sociais – a página oficial do Facebook conta com mais de 2 milhões de seguidores -, o MBL cresceu com base em um falso discurso apartidário e disseminando notícias falsas. E ainda pior, quando finalmente aparecem as fontes de financiamento e apoio, são estas os partidos políticos mais corruptos e sonegadores dos direitos da classe trabalhadora. Então, ciente disso, você vai continuar acreditando neste movimento?

 

Fonte: STIMMMEC

 

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Visit Us On FacebookVisit Us On Youtube