Máquinas Agrícolas encerra campanha salarial e conquista 2,3%

Na manhã desta sexta-feira, 27, os metalúrgicos de máquinas agrícolas da TMSA aprovaram a proposta patronal. Em assembleia geral em frente à fábrica, localizada na zona Norte de Porto Alegre, os trabalhadores/as aprovaram reajuste de 2,3% mais abono de 15% do salário. Foi estipulado pela mesa um valor mínimo de abono fixado em R$ 250,00. Para os que ganham acima do teto, R$6.138,00 recebe o reajuste de 2,3% e o abono ficou fixado em R$ 921,00.

 

 

Ficou estipulado que o reajuste será pago na folha de agosto, dependendo da data de fechamento da folha, a empresa poderá pagar até o quinto dia útil de setembro. O abono é referente aos meses de maio, junho e julho.

 

 

O Sindicato compreende que a inflação oficial de 1,69% não representa o custo de vida dos trabalhadores/as. O diretor do Sindicato, Hugo Barbosa (Monstro), relembra que no início das negociações a patronal desejava retirar diversas cláusulas sociais já consagradas, como o quinquênio, mas não conseguiram. “Nos não negociamos apenas valores econômicos, a Convenção Coletiva possui diversas cláusulas que garantem ao menos um pouco de dignidade a vida dos metalúrgicos”, comentou.

 

 

Alterações

 

 

• Na atualização da CCT, o trabalhador/a poderá receber seu contracheque via eletrônico (e-mail, aplicativo, etc), com a condição de que a empresa, durante expediente, tenha condições dar acesso ao contracheque impresso no momento que o trabalhador/a desejar, numa situação que ele decida.

 

 

• Assinatura eletrônica para recebimento de EPIS nas fábricas.

 

 

Além da renovação das Cláusulas Sociais e do aumento real na CCT, a TMSA irá realizar um Acordo Coletivo, ainda passível de aprovação, para registro ponto alternativo em casos de trabalhadores/as externos.

 

 

Fonte: Stimepa

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Visit Us On FacebookVisit Us On Youtube