FGTS: Saque emergencial de até R$ 1.045 começa a ser depositado nesta segunda (29)

O saque emergencial de R$ 1.045,00 do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), começa a ser depositado em poupanças sociais digitais abertas pela Caixa nesta segunda-feira (29). O calendário de depósito é de acordo com a data de nascimento. Nesta segunda, os depósitos serão feitos nas contas de quem nasceu no mês de janeiro e assim sucessivamente.

 

Até o dia 25 de julho os saques e transferências do dinheiro para outras contas estão bloqueados. Por enquanto, o dinheiro ficará disponível somente para transações digitais, como pagamento de boletos e compras pela internet, além e alguns estabelecimentos. Para fazer a movimentação, o trabalhador ou trabalhadora têm de baixas o aplicativo Caixa Tem, onde poderão ter acesso ao cartão de débito virtual e assim, pagar contas ou fazer compras.

 

Datas dos depósitos nas poupanças sociais:

Mês de nascimento Data do crédito
Janeiro 29/06
Fevereiro 06/07
Março 13/07
Abril 20/07
Maio 27/07
Junho 03/10
Julho 10/10
Agosto 24/08
Setembro 31/080
Outubro 08/09
Novembro 14/09
Dezembro 21/09

 

Datas em que o trabalhador poderá sacar ou transferir o dinheiro:

Mês de nascimento Data do crédito
Janeiro 25/07
Fevereiro 08/08
Março 22/08
Abril 05/09
Maio 19/09
Junho 03/10
Julho 17/10
Agosto 17/10
Setembro 31/10
Outubro 31/10
Novembro 14/11
Dezembro 14/11

 

Quem tem direito?

 

Trabalhadores que tenham saldo em contas ativas (do atual emprego) e inativas (dos empregos anteriores) no FGTS.

O dinheiro será retirado seguindo a ordem da conta mais antiga à mais nova, até atingir o limite de R$ 1.045,00.

 

Como acessar

 

No site da Caixa fgts.caixa.gov.br o trabalhador poderá saber se tem ou não contas no FGTS, quanto tem em cada conta  e quanto poderá sacar, lembrando que o  limite do saque emergencial é de R$ 1.045,00.

 

Confira o passo a passo

 

Ao acessar o site da Caixa, clique em Saque Emergencial FGTS. Você será redirecionado à página seguinte, onde digitará o número de seu CPF. É necessário clicar em “não sou um robô”.

 

Para prosseguir no cadastro, será necessária a autenticação, ou seja, é neste momento que o usuário preenche o número da senha. É a mesa utilizada para consultas do FGTS nos terminais da Caixa. Caso não tenha senha, será necessário cadastrar uma.

 

O sistema também pedirá o número do seu celular, para enviar um código de verificação, por questões de segurança. O código demora alguns segundos para chegar por SMS, em seu celular.

 

Pelo celular:

 

É necessário ter o aplicativo instalado no celular. Para baixar, basta acessar o Google Play ou a Apple Store.  Depois de instalado, para ter acesso à conta no aplicativo, também é necessário informar o CPF.

 

Se for o primeiro acesso ao aplicativo, a depender do número de pessoas acessando o sistema na mesma hora, o aplicativo mostrará uma fila de espera. No caso do teste feito pelo portal da CUT, o tempo de espera foi de 16 minutos.

 

Na tela posterior, vem o cadastro inicial para o aplicativo. Nesta etapa é necessário preencher com CPF, o número de celular, e o CEP de sua residência para prosseguir.

Caso o usuário já seja cadastrado no sistema da Caixa, bastará inserir a senha e o aplicativo já trará informações sobre o saque, assim como é feito pelo site da Caixa.

 

Consultas por telefone

 

Além do site da Caixa e do aplicativo no celular, é possível consultar o saque emergencial pelo telefone 111.  A opção 2,no atendimento eletrônico informa o valor a que o trabalhador terá direito a sacar e data do crédito em poupança digital.

 

É necessário informar o CPF, o NIS (Número de Identificação Social) ou ainda o número do PIS/Pasep.

 

Fonte: CUT Brasil

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Visit Us On FacebookVisit Us On Youtube