“É o nosso Metalino de sempre, com alma simples e roupa nova”, afirma Vit Núñez, criador do mascote do sindicato

Desenho que representa a categoria há mais de 20 anos passa por processo de modernização

 

Vit Núñez, criado do Metalino / Foto: Matheus Leandro / STIMMMEC

 

 

A ideia para tamanha renovação surgiu em setembro, por meio da presidência do Sindicato, que enxerga um momento de ressurgimento do movimento sindical, de suas características e das bandeiras de luta, como jovens, mulheres, LGBTs, negros e pessoas com deficiência. “O Sindicato hoje procura ressaltar a importância da união de toda a classe trabalhadora, independente da etnia, do sexo ou do gênero. Em um momento de intensos ataques aos direitos trabalhistas, agregar e unificar são palavras de ordem”, afirmou Paulo Chitolina, presidente do Sindicato.

 

 

Para o responsável pela criação do Metalino, Vit Núñez, a construção de um personagem que representa há anos os trabalhadores e trabalhadoras da base é um dos serviços com maior relevância em sua carreira. “Me sinto muito orgulhoso. Sou um cara de esquerda, meu pai foi advogado trabalhista e atuava junto a vários sindicatos durante a ditadura. Cresci consciente da batalha diária dos trabalhadores por seus direitos”, revelou o artista.

 

 

Novo modelo da versão institucional já está atualizada no Sindicato / Foto: Reprodução

 

 

Ele contou também que quando criou o mascote, há 24 anos, tinha como objetivo fazer o mais parecido com o público que encontrava durante as reuniões no Sindicato. “Achei interessante procurar uma estética que buscasse empatia. Então surgiu o personagem, com sua personalidade própria, tentando imaginar um colega, um conhecido, uma pessoa familiar para o pessoal. A partir daí, a cada desenho procuro estar no ponto de vista do Metalino e ‘mandar brasa’”, disse Núñez.

 

 

A proximidade com as lutas de esquerda contribuiu para a criação do mascote, há 24 anos / Foto: Matheus Leandro / STIMMMEC

 

 

Segundo o artista, durante o processo de modernização, a busca por novidades foi o foco, principalmente na parte gráfica, sem perder a identificação com o trabalhador, que para o artista e o Sindicato é o mais importante. “O uso de tons de cinza, que acrescentam volume, e da cor, que enriquece e ressalta significados, foi somado a um grafismo elegante e sintético. É o nosso Metalino de sempre, com alma simples e roupa nova”, concluiu.

 

 

 

Em breve, o Sindicato disponibilizará nas redes os novos modelos do mascote, que também incentivam a valorização da cultura e da prática de esportes. A entidade, em sua tradição, conta com um grande espaço de lazer, como salão de festas, quadra de esportes, cancha de bocha e de boliche, onde seguidamente são realizadas importantes competições esportivas que envolvem a classe trabalhadora. Entre os campeonatos, destacam-se a anual Jornada Esportiva dos Metalúrgicos de Canoas e Nova Santa Rita e a Copa Classe Trabalhadora de Futsal.

 

 

 

metalino jornal

Novo Metalino esteve na última edição do A Vez e A Voz / Foto: Reprodução

 

 

Para conhecer as novas identidades do Metalino, fique atento ao nosso site e à página do Facebook.

 

Fonte: Matheus Leandro / STIMMMEC

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Visit Us On FacebookVisit Us On Youtube