CUT-RS refresca memória e relembra principais votações no Congresso e na Assembleia Legislativa

 

Uma das mais importantes lutas travadas pela CUT, ao longo dos seus 35 anos de história, é a defesa da democracia, o que passa pela realização de eleições livres e democráticas, a fim de que os trabalhadores e as trabalhadoras possam eleger os seus representantes no parlamento e nos governos.

 

A eleição de 7 de outubro, que se aproxima rapidamente, é uma oportunidade histórica para a classe trabalhadora mudar a correlação de forças na política e varrer o golpe de 2016 e a sua agenda de retrocessos.

 

Na política não são todos iguais e é fundamental separar o joio do trigo. Por isso, é preciso participar do processo eleitoral, procurando se informar sobre os candidatos, os seus partidos e as suas propostas. Além disso, é importante votar e influenciar o voto de outros eleitores, buscando a eleição de candidatos comprometidos com os interesses dos trabalhadores e fortalecendo a democracia.

 

No último período de quatro anos, importantes votações marcaram o Congresso Nacional e a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, que impactaram diretamente na vida dos trabalhadores.

 

Muitos deputados e senadores votaram a favor de projetos que trouxeram prejuízos para a classe trabalhadora. Quase todos eles são novamente candidatos nestas eleições, mas escondem os seus votos, renovam promessas e contam mentiras.

 

Para refrescar a memória e esclarecer os trabalhadores e as trabalhadoras, a CUT-RS pesquisou algumas das principais votações ocorridas entre janeiro de 2015 até setembro de 2018 para mostrar como votaram os deputados e senadores, mostrando o nome, o partido e a foto de cada parlamentar.

 

Isso ajudará cada eleitor e eleitora a identificar quem, por seus votos no parlamento, não tem compromisso com os direitos da classe trabalhadora, com a saúde e a educação, com o patrimônio público, com a soberania nacional, com a defesa dos recursos naturais e com a democracia.

 

Assim, consulte como eles votaram antes de decidir em quem votar e exercer a sua cidadania.

 

Para a CUT-RS, quem votou contra os interesses dos trabalhadores não deve ser reeleito.

 

Não vote em quem votou contra você!

 

Confira algumas votações importantes:
Congresso Nacional

 

Golpe de 2016 (impeachment)

 

Reforma trabalhista

 

Lei da terceirização irrestrita

 

Entrega do pré-sal

 

Arquivamento da primeira denúncia contra Temer

 

Arquivamento da segunda denúncia contra Temer

 

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul

 

Tarifaço de Sartori no ICMS

 

Extinção das fundações

 

Achatamento do Salário Mínimo Regional

 

Fonte: CUT-RS

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Visit Us On FacebookVisit Us On Youtube