Conheça seus direitos: Participação nos Lucros e Resultados é lei!

 

A Participação nos Lucros e Resultados (PLR), também chamada de Programa de Participação nos Resultados (PPR), é uma reivindicação antiga da classe trabalhadora e dos Sindicatos. O programa é adotado por algumas empresas e possui remuneração variável, ou seja, o trabalhador(a) pode ou não receber, em maior ou menor volume, dependendo do resultado financeiro (lucros) e/ou operacional da empresa.

 

Prevista na Lei 10.101/2000, a PLR é uma forma de fazer com que trabalhadores e trabalhadoras participem dos ganhos advindos de lucros e resultados de onde prestam serviço, afinal, são parte fundamental da produção. Contudo, muitas empresas têm utilizado o programa apenas como instrumento de gestão, exigindo que seus funcionários não apresentem atestado médico, implantando metas impossíveis de serem atingidas, colocando um trabalhador contra o outro ou distribuindo lucros e resultados de maneira desigual.

 

Junto a isso, existem empregadores que fazem o pagamento de algum valor “por fora” dos acordos de PLR. Não elegem comissão de negociação, nem apresentam dados transparentes para os trabalhadores e o Sindicato, que neste caso, sequer pode acompanhar as decisões. Esta prática é ilegal, pois não segue o que a Lei determina e resulta em uma distribuição de valor desigual e/ou inferior ao que realmente deveria ser acordado.

 

Nesta edição do informativo A Vez e a Voz, o Sindicato apresenta dados e informações sobre o programa, buscando esclarecer que PLR é uma oportunidade, prevista em Lei, de reparar desigualdades por meio da distribuição dos lucros. Você também vai conferir exemplos das negociações nas fábricas da base que aderem ao programa. Fique atento!

 

Pesquisa quer saber a opinião dos trabalhadores(as) sobre PLR

 

Nas próximas semanas, o Sindicato e os dirigentes sindicais devem aplicar uma pesquisa de opinião junto à categoria sobre o tema da PLR. Tanto em fábricas que já aderiram ao programa quanto em empresas que ainda não negociam, o objetivo é entender qual o conhecimento da classe trabalhadora sobre o programa e seus impactos, para que, assim, se possa pensar em estratégias de melhorias e implementação de negociações.

 

“A participação de todos e todas é muito importante para ampliarmos essa discussão com a categoria em todo o Estado e aprimorar as negociações de PLR”, afirmou o presidente Paulo Chitolina.

 

Fonte: STIMMMEC

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Visit Us On FacebookVisit Us On Youtube