Centrais sindicais convocam ato contra reforma da Previdência para esta 5ª

 

As centrais sindicais realizam nesta quinta-feira (14), às 18h, um ato unitário contra a reforma da Previdência na Esquina Democrática, em Porto Alegre. De acordo com as centrais, o objetivo é denunciar para a população que não existiria o déficit propalado pelo governo nas contas da Seguridade Social e que a proposta em gestação pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL) é pior do que a do ex-presidente Michel Temer (MDB).

 

O argumento das centrais é embasado no relatório da CPI presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS) que apontou, em 2017, que a Previdência era superavitária se consideradas todas as contribuições de trabalhadores, empresas e recursos orçamentários previstos na Constituição e sem as desvinculações de recursos aprovadas pelo governo.

 

Conforme o relatório da CPI, a Previdência deve perder este ano cerca de R$ 54,56 bilhões com renúncias previdenciárias, desonerações de folha, exportação rural, filantropia e tributos de empresas pequenas e as optantes do Simples Nacional, que não recolhem 20% de contribuição ao INSS. As centrais também apontam que, além das renúncias fiscais, anualmente há uma perda de R$ 31,25 bilhões nas contas da Previdência por valores descontados de trabalhadores, mas não repassados pelas empresas.

 

As entidades citam ainda um levantamento da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Previdência (Anfip), que aponta que, em 2015, foi todas as receitas previdenciárias somaram R$ 694 bilhões, enquanto as despesas não ultrapassaram a marca dos R$ 683 bilhões.

 

A manifestação de Porto Alegre antecede a Assembleia Nacional da Classe Trabalhadora, convocada pelas centrais, para quarta-feira (20), na Praça da Sé, em São Paulo.

 

Fonte: Sul 21

GOSTOU? CURTA, COMPARTILHE!

Visit Us On FacebookVisit Us On Youtube